Portal Stalker – Segunda parte

Finalmente termino de ler o Portal Stalker e começo Anacrônicas. Mas é do Portal que vou falar agora. Em vez de comentar TODOS os contos, comentarei apenas os que me incomodaram pra bem ou pra mal.

Fênix: Missão Urano (Rodrigo Novaes de Almeida)

Conto repleto de clichês, com enormes buracos, mal narrado e sem conclusão. Quanto ao final posso até considerar que haverá uma continuação no próximo Portal, mas, neste caso, um aviso a esse respeito ajudaria. Personagens nada convincentes. Este conto, mesmo um amontoado de clichês, poderia ser uma leitura extremamente agradável e satisfatória se tivesse sido mais habilmente trabalhado.

Ah, ia esquecendo: Ficção Científica elevada à enésima potência… Nesse conto as bombas quando explodem não fazem “Bum”, fazem “Merda!”. Hilário!!

Singularidade nua (Luis Brás)

Um conto fascinante. Gostei.

Esquizóide (Ivan Hegenberg)

Um alucinante e alucinado fluxo de pensamento. Alienígena egocêntrico mimetiza forma humana perfeita (deve ser, provavelmente, loura peituda – embora eu prefira as morenas) com vistas à dominação mundial. Egocêntrico sim… Contei 35 “Eu” nas poucas folhas do conto. Mais voltado a si mesmo (a) impossível.

O saldo final de leitura é indefinido. Há flutuação demasiada na qualidade dos contos publicados. Ainda mais que nas anteriores. Se a tendência se mantiver, temo o que encontrarei nos próximos volumes. Antes de escolher (convidar) os próximos contistas, espero que Nelson de Oliveira os lembre de que literatura de gênero até vive sem forma, mas não vive sem conteúdo. Melhor se puderem equilibrar ambas as coisas numa só.

Depois de amanhã (dia 3) comento a respeito de Anacrônicas, livro que ainda não terminei.

Anúncios

2 Respostas to “Portal Stalker – Segunda parte”

  1. Saint-Clair Stockler Says:

    Estou curiosíssimo pra ler este Portal, pra ver se meus gostos batem com os seus…

  2. Rodrigo Novaes de Almeida Says:

    Carambolas atômicas, Tibor! Se eu soubesse que o meu conto era tão ruim assim, eu o teria escondido numa tumba de faraó para não ser encontrado nem lido por ninguém rsrsrs E olha que minha intenção era apenas escrever uma história de ação no gênero, algo que divertisse o leitor, sem experimentalismos, distante do que eu vinha fazendo em literatura nos últimos anos. Gostei do “ficção científica elevada à enésima potência”. Hilário mesmo. Mas, claro, foi só uma brincadeira sua, acredito, porque foi o personagem quem falou, bombas ainda não falam (uma idéia a ser levada em conta futuramente rsrsrs). Ah, vai ter continuação, sim. Duas, na verdade. Só não sei se sairá no projeto Portal, ou em outro projeto, ou mesmo lá no blog Contos da Fênix. Por isso não foi colocado aviso no Stalker. No mais, gostei bastante do seu blogue. Um forte abraço, Rodrigo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: