Anacrônicas passado a limpo

anacronicas1

Terminei há pouco o livro escrito pela Ana Cristina Rodrigues. Vinte e um contos distribuídos por 90 páginas.

Há duas maneiras de encarar essa leitura: a primeira levando em consideração que a autora escreveu o livro sem maiores pretensões. A segunda, aventando a hipótese de que ela esperava com a obra resultados literários mais profundos.

Na primeira hipótese, uma leitura crítica e idônea determinará que a somatória dos contos formam uma estrutura simpática, de leitura amena, porém dificultada por obstáculos de construção.

Na segunda, a mesma leitura crítica condenará o conjunto pela somatória de problemas estruturais, gramáticos, ortográficos e condução narrativa.

Não sei qual das duas devo considerar.

Gostei de alguns contos, como É tarde, Vida na estante (simples, mas legal), Viagem à terra das ilusões perdidas e A casa do escudo azul, cujo cenário me transportou e onde o final surpreendente me fez sorrir. Mas há outros que parecem ter sido retirados da agenda de uma adolescente; são piegas e ingênuos.

Uma revisão realmente criteriosa e leitores beta chatíssimos (não foram o suficiente) teriam dado a esse pequeno livro um empurrão enorme e o transformado numa leitura prazerosa.

Mas é esse o caminho da evolução. Passamos todos por ele, sem exceções. O segundo certamente não apresentará os mesmos problemas e o resultado será muito mais positivo. Vamos aguardar.

Anúncios

Tags: ,

5 Respostas to “Anacrônicas passado a limpo”

  1. Ana Cristina Rodrigues Says:

    Obrigada pelo comentário, Tibor.

  2. euriomuito Says:

    Comentários desnecessários, Tibor… É seu espaço, sua opinião, mas esse tom de “sou experiente e ela está apenas começando” pegou mal pacas…
    Vamos aguarda!

    • Tibor Moricz Says:

      …mas esse tom de “sou experiente e ela está apenas começando” pegou mal pacas…

      Você não me entendeu, euriomuito. Sou tão experiente quanto o mais novato dos autores desta nova geração. Meu primeiro livro (Síndrome de Cérbero) está repleto de erros gramaticais e ortográficos. Foi necessário escutar críticas bastante dolorosas para evitar no segundo livro (Fome) os erros cometidos no primeiro.

  3. euriomuito Says:

    Faltou um “errezinho” ali, mas nada que uma revisão realmente criteriosa não dê jeito, né?

  4. Maria Onetti Says:

    Estou LOUCA pra ler mais essa pérola da ficção de gênero em nosso país! Vou pedir ao meu namorado, que ganha mais do que eu, pra comprar pra mim… rsrsrsrs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: