Ficções de Polpa. O melhor das três edições.

polpa1-150 polpa2-150 polpa3-150

Para seguir a tradição iniciada com Paradigmas, vou enumerar uma lista de 13 contos; os melhores (na minha modesta opinião) da série Ficção de Polpa, da Não editora. É uma tarefa difícil, já que serei obrigado a abrir mão de contos que também achei muito bons. Lembrando que a ordem não indica preferências.

1- Cricket Larson – Rafael Kasper


2- No meio da noite – Rodrigo Alfonso Figueira


3- Pelos dentes da baleia – Roberto de Sousa Causo


4- O incidente do edifício 476 – Bruno Mattos


5- Os melhores amigos – Clarice Kowacs


6-
O palanque – Pena Cabreira


7-
Traz outro amigo também – Yves Robert


8-
Linguista – Rodrigo Rosp


9-
Tempestade em Coney Island – Rafael Kasper


10-
O desvio – Antonio Xerxenesky


11-
Quando eles chegaram – Rafael Bán Jacobsen


12- Admirável mundo Monga – Samir Machado de Machado


13- Cura-te a ti mesmo – Carlos Orsi

Só resta agora aguardar pelos próximos números que, segundo Samir Machado de Machado, virão.

Vida longa à Não Editora!

Anúncios

Tags: , ,

2 Respostas to “Ficções de Polpa. O melhor das três edições.”

  1. cirilolemos Says:

    Curiosíssimo para ler, Tibor. Faltou um seu, né?

    • Tibor Moricz Says:

      Já pensou a responsabilidade, Cirilo? Pra participar de um próximo Ficção de Polpa, meu conto precisa ser impecável, senão vai chover pedras no meu telhado (que também é de vidro)…hahaha!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: