Mercado editorial e seus esconjuros e sortilégios.

Dentre todos os lançamentos desse ano na Editora Draco, existem três obras de autores que são novatos. Os romances: Baronato de Shoah, Annabel e Sarah e a antologia Dias estranhos (José Roberto Vieira, Jim Anotsu e Saint-Clair Stockler respectivamente).

Sabemos das dificuldades para emplacar um romance numa editora (e me refiro a uma tradicional, e não por demanda. Nessas, qualquer um com grana faz). Existem milhares de pretendentes a escritor, desses algumas dezenas com algum talento e desses, apenas um ou dois, munidos de patuás, com a sorte de conseguir.

Dentre as histórias de sucesso nesse concorridíssimo mercado (não me refiro ao sucesso de vendas, mas ao de simplesmente conseguir publicar), existem ainda outras que parecem reforçar essa aura de mistério indissolúvel que o mercado editorial transpira. Quando, por exemplo, um autor não só consegue publicar um romance, mas DOIS num mesmo ano. Está aí a prova de que reza brava e ebós as vezes fazem a diferença.

Estou falando de Carlos Orsi, que vai emplacar A guerra justa e O nômade em 2010. E isso também não é para qualquer um (também não é para qualquer um beber um legítimo Scotch com gelo milenar. Orsi é o verdadeiro sub-zero man).

Carlos Orsi:

“O segundo romance é o Nômade, um juvenil que havia escrito sob encomenda de uma editora da área há vários anos (nem me lembro bem de quando; por volta de 2005, acho).

O fato é que a tal da editora, depois de ter o texto pronto, ficou cozinhando o galo um baita tempo — diziam que o romance estava aceito, mas não tomavam nenhuma atitude a respeito… nem me mandavam contrato, nem mexiam uma palha para publicá-lo — e, quando o saco finalmente estourou, em 2009, mandei tudo às favas e publiquei o livro de graça no Scribd, como PDF.

Graças à publicação no Scribd e à “mídia” que a publicação gerou (por exemplo, as resenhas que pipocaram online) outra editora de papel, que vinha buscando material para lançar sua própria linha de ficção juvenil, resolveu encampá-lo. Não digo o nome da casa editorial agora porque não sei se a inauguração da linha, que ainda deve levar uns meses, é algum tipo de segredo comercial ou não…

A negociação foi bem simples: mandaram-me um e-mail, conversamos por telefone, enviaram-me um contrato com previsão de tiragem e participação nas vendas, e voilà!

Quanto à coincidência, a bem da verdade acho que o fator inesperado nessa história foi o surgimento da Draco; a conversa para soltar o Nômade já estava bem adiantada quando o Erick começou a coligir o material para a editora nova. Além disso, há o fato estatístico de que tenho tanto material flutuando por aí que cedo ou tarde um ponto desses fora da curva ia acabar acontecendo.

E falando em estatísticas, fiz uma conta rápida outro dia: digamos que a chance de um livro deixar seu autor rico num dado ano seja de 2%. Lançando dois, a minha cresce para 1-(0,98)^2, ou 3,96%. Para ter uma chance superior a 50% eu precisaria lançar uns 36 volumes em 12 meses. Não cheguei lá ainda, mas quem sabe um dia…”

Considerando correta a estatística do Orsi, ficar rico publicando é bem mais fácil que acertar na mega sena. Então vamos escrever, gente.

Anúncios

Tags: , , , , , ,

6 Respostas to “Mercado editorial e seus esconjuros e sortilégios.”

  1. Saint-Clair Stockler Says:

    Sou fã dos textos do Orsi. Ele é um autor bem criativo e escreve bem. Sorte pra ele e parabéns!

  2. Romeu Martins Says:

    Se tem um autor nacional de FC/F/H de quem gostaria de ler uma edição omnibus reunindo toda a obra, é o Orsi.

  3. Giseli Says:

    Tô no aguardo do livro dele! =D

  4. Ana Lúcia Merege Says:

    Quero ler também!

  5. Marcelo Augusto Galvão Says:

    Se tem um autor nacional de FC/F/H de quem gostaria de ler uma edição omnibus reunindo toda a obra, é o Orsi. [2]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: