Temos ou não temos leitores – Parte II

Acredito que a discussão a esse respeito ainda não acabou e está longe disso. Frisei a existência evidente de leitores além das fronteiras da literatura de gênero, possivelmente ávidos (sem saber disso) para ler o que escrevemos.

Sabemos, claro, que muita gente lê gênero sem se dar conta disso.

O que me incomoda é saber se esses leitores que estão do lado de lá leriam nossos escritos se soubessem que têm nas mãos obras de FC. Me pergunto se a especificação de gênero não poderia agir como um limitador de público.

Não é de hoje que se torce o nariz para a FC. Não só aqui no Brasil, mas em outros lugares também.

Nesse sentido, acrescento aqui um trecho de uma matéria publicada no Blog Ípsilon por Eduarda Sousa e que se encaixa como uma luva no assunto:

“Em 1975, Kingsley Amis, Arthur C. Clarke e Brian Aldiss preparavam-se para atribuir o prêmio de melhor romance de FC do ano a Salman Rushdie, pelo seu primeiro livro “Grimus”, quando no último minuto os editores resolveram retirar a obra do concurso. “Se Salman Rushdie tivesse ganhado o prêmio seria classificado como escritor de FC e nunca mais ninguém voltaria a ouvir falar dele”, explicou na altura Brian Aldiss.”

Não creio que tenha mudado muita coisa hoje em dia. Queremos ser lidos para além do fandom. Desejamos isso. Queremos ver nossos livros vendendo não algumas dezenas, mas centenas, quiçá milhares.

Mas a estampa de “FC” restringe leitores.

Seria solução não especificarmos o gênero nas capas e contracapas? Isso nos faria eventualmente mais lidos por leitores desavisados? Seria um desserviço ao gênero estigmatizá-lo ainda mais, embora as intenções sejam as melhores? As necessidades do gênero devem sobrepor as necessidades do autor? Ou a FC não sofre nenhum tipo de preconceito e essas questões são todas sem nenhum fundamento?

Autores clássicos de FC, publicados pela Editora Aleph, enfeitam estantes nas livrarias do Brasil, esses livros não estampam na capa o gênero a que pertencem. Me parece que, apesar disso, vendem bem. Venderiam tão bem se o gênero fosse aberto? Tenho dúvidas.

Particularmente, prefiro um livro meu publicado sem referências diretas ao gênero e, com isso, fisgar um ou outro leitor de fora. Pessoas que lerão e possivelmente gostarão, sem saber que tem uma legítima FC nas mãos.

Posso estar errado, mas prefiro acreditar que estou certo.

Anúncios

Tags: , , ,

3 Respostas to “Temos ou não temos leitores – Parte II”

  1. Cirilo S. Lemos Says:

    Partilhamos da mesma opinião. Acho que rótulos são apenas rótulos. O leitor que classifique suas leituras de acordo com suas categorias particulares.

  2. horaciocorral Says:

    Eu já me pronunciei inúmeras vezes sobre o tema, seja em blogues próprios seja em alheios e acredito que os dois prinicipais problemas são: falta de material – literário – de qualidade e falta de profissionais – editores, profisisonais de texto, vendedores e editoração eletrônica – na área.

    Enquanto houver oceanos de obras mal-escritas, mal editadas, mal publicadas e mal distribuidas, pouco pode ser feito sobre qualquer gênero.

    O problema não é o “gênero”, o problema é o tipo de produto, é a falta de especialistas, é a falta tanto de preparação quanto de planejamento comercial deste tipo de produto.

    Por acaso jogos de videogame com sistemas de RPGs e/ou temática de FC deixaram de vender? É claro que não, pelo contrário, nenhum mercado cresce mais no mundo do que o entretenimento e mídias interativas.

    Vou fazer um post sobre isso no meu blogue já que temo que este debate vá se perder mais uma vez na míopia clássica do ‘mito da caverna’ platônico.

  3. Alvaro Says:

    De certa forma, a série Pardigmas, da Tarja, quer quebrar estes limites, misturando gêneros.

    A estratégia da Aleph e fazer ficção científica ser dizer que é. A da Devir é a oposta. Ambas são editoras que tem tido sucesso.

    Creio que a Ficção Científica em si é que deve ser promovida, aproveitando o cinema e a TV, quen tem exemplos muito claros de sucesso no gênero.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: