2011 vai ter oba-oba?

A iniciativa da Ana Cristina Rodrigues, em organizar um prêmio para os melhores de 2009 nos mostra o quando nos falta uma premiação semelhante. Não conheço a época em que o Marcelo Branco organizou os prêmios Nova, Tapiraí e Argos. Provavelmente, no período, eu estava mergulhado numa profunda inconsciência literária (coisa que só despertou efetivamente uns seis anos atrás, mesmo assim não me considero ainda convenientemente desperto).

Podem argumentar que, embora o ritmo de publicações seja grande, a qualidade ainda precise se provar. Que, nessa circunstância, poucos autores terão condição de pleitear os louros.

Mas esperar pelo quê? O bonde da história pode passar. Um prêmio ajuda a todos. Ao autor e à Editora. Estimula a busca pela excelência e é um ótimo argumento de venda, sempre.

Assim, em 2011 é impreterível que uma segunda edição do prêmio, melhorada, seja feita. A Ana afirma categoricamente que não faz mais. Caso ela mantenha essa firmeza de propósito, teremos que achar quem organize.

Vela e reza, sempre ajudam. Uma corrente de orações pedindo uma luz para a Ana, quem sabe? Sabemos que ela é o melhor nome. Além de escritora, promotora cultural, com certeza.

E antes que me acusem de criticar e não ajudar, ofereço meu nome como co-organizador.

Anúncios

Tags: , ,

9 Respostas to “2011 vai ter oba-oba?”

  1. Luiz Bras Says:

    O que vocês acham do formato da Copa de Literatura Brasileira? Ela é inspirada no Tounament of Books, criado em 2005 pela revista eletrônica americana The Morning News em parceria com a livraria Powell’s. As editoras enviam os livros e vários juízes apitam as partidas: http://copadeliteratura.com/

  2. Marcello Branco Says:

    Oi Tibor. Olha, eu não organizei aqueles prêmios sozinho. O Nova foi criado pelo Causo em 1987. Eu ajudei na organização de 1992 a 1996. O Argos foi criado pelo CLFC na gestão do Gerson Lodi. Participei da organização só na primeira edição, em 2000. O único que eu criei foi o Tapiraí (Via-Láctea, em tupi-guarani, o caminho das antas). Ele durou três edições, de 1992 a 1994. No *Anuário 2008*, tem um longo artigo de minha autoria contando a história dos prêmios brasileiros de FC. Talvez fosse o caso das pessoas lerem, pois tem informações úteis inclusive sobre como organizar prêmios e evitar alguns dos problemas deste que está sendo efetivado no momento. Uma última questão: se a FCB já tem experiência em organizar prêmios porque não pedir sugestões e auxílio aos que já trabalharam com isso? A impressão que eu tenho é que está se começando uma coisa do zero, como se não houvesse nada antes. Estamos todos aí, é só perguntar.

  3. Ana Cristina Rodrigues Says:

    Ah, eu acho ótimo isso.

    Agora vem todo mundo dizer ‘era só pedir ajuda’…

    Realmente FANTÁSTICO.

    Obrigada pelo oferecimento, mas não, obrigada. Eu acerto e erro pelos meus próprios méritos – ou deméritos. Porém, como ano que vem não serei eu a organizar, espero que os dispostos a isso se lembrem do seu gentil oferecimento.

    Mas só lembrando: eu pedi ajuda no levantamento das obras. Muita gente colaborou, Marcello. Até mesmo o seu co-editor no Anuário. Mas não você.

    E Tibor: vc não acha que já reclamou o bastante da minha iniciativa e seu desenrolar?

    • Tibor Moricz Says:

      Não estou reclamando da sua iniciativa. Estou justamente elogiando e querendo mais. Esse ano serviu para apontar os problemas. Ano que vem, tem tudo pra ser melhor, não acha, sócia?

      • talkativebookworm Says:

        Tibor, foram dois posts seguidos só apontando problemas. Por isso que eu digo que sinceramente já foi o bastante. ‘You made your point’.

        Mas quanto a ano que vem, vai depender de quem quiser se dar ao trabalho.

        Já tem você disposto, né? Aproveite o know-how que o Marcello ofereceu.

  4. Tibor Moricz Says:

    Dois post seguidos porque é o assunto do momento. E será o assunto do momento em ainda muitos outros momentos. Disso não se pode fugir.

  5. Luiz Ehlers Says:

    Ana, gostaria de apresentar o nosso projeto que a FANTÁSTICA, uma revista digital gratuita focada exclusivamente na literatura nacional fantástica. Estamos lançando a segunda edição em julho e a revista já teve mais de 4.000 acessos…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: