Vou tocando. Como der.

O blog está meio abandonado, sei. Acontece que passei tanto tempo absorvido pelos problemas da minha mãe que fiquei sem cabeça pra trabalhar este espaço. Agora que tudo acabou, aparentemente, poderei ir tocando o negócio. Mas a cabeça ainda não está certinha, no lugar, entendem?

Vou publicar na quinta ou na sexta a entrevista com o Gerson Lodi para o De Bar em Bar. Essa é uma das coisas que quero sustentar. É meu principal e mais elogiado projeto. Não faz sentido deixá-lo de lado. Mesmo que sem ânimo pra escrever.

Nos últimos dois meses não consegui ler nada. Nenhum livro. Bem que tentei avançar num livro do Poul Anderson – Órion renascerá -, mas é tão chato, o danado, que não passei ainda da página 200. Um sacrifício vencer as páginas.

Recebi o livro Diário de Rafinha, num sorteio realizado pelo O Bule. Li as primeiras páginas e achei, até agora, muito superficial. Bobinho, até. Mas, pelo menos, dá pra ler sem me sentir preso por uma pesadíssima âncora.

Fui citado novamente na Locus, em matéria escrita por Roberto de Sousa Causo. Citado e não-citado. Um esquecimento do Causo ou um erro de diagramação da revista deixou meu nome fora da lista de autores da coletânea Contos Imediatos. Fui aparecer depois, como organizador dos dois primeiros volumes da coleção Imaginários.

Nem tudo é perfeito.

Agradeço mais uma vez as dezenas de mensagens de condolências recebidas. Minha mãe morreu, mas deixou um pepinaço nas minhas mãos: 14 gatos. Na minha casa tem um cachorro que adora comê-los. Embora essa seja uma possibilidade viável (mesmo que meio carnicenta), não acho apropriado. Meu cãozinho pode acabar com uma indigestão.

É isso aí. Vou recuperar o tempo perdido, devagarinho. Tenho outros projetos pessoais engatilhados, coisas bacanas, que surpreenderão muitos. Vão acontecendo na medida em que vou recuperando pleno controle de minhas emoções.

Bye.

Anúncios

4 Respostas to “Vou tocando. Como der.”

  1. Parreira Says:

    É isso aí, Tibor, bola pra frente. Como der.

  2. Tweets that mention Vou tocando. Como der. « -- Topsy.com Says:

    […] This post was mentioned on Twitter by tmoricz. tmoricz said: Vou tocando. Como der.: http://wp.me/pAp8d-vF […]

  3. Flávio Medeiros Says:

    Boa sorte com os bichanos, Tibor. O recorde em meu inferno pessoal foi de 9, e sei que não é bolinho…rs*

  4. Brontops Says:

    Não sei se os leitores perceberam, mas há uma notícia do Tibor no twitter:

    “conectando rapidamente em um notebook emprestado. Fui internado em 13 de naio com embolia pulmonar. Ainda no Hospital. Sumiço explicado. ”

    Deve ser coisa brava, até agora… Força aí cara.

    Um abraço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: