Posts Tagged ‘Literatura lusófona’

Desacordo ortográfico. A exaltação da diferença.

11/11/2009

web_CAPA_desacordo ortografico

Como se em resposta ao “desacordo linguístico” que o Antonio Luiz citou em seu comentário no último artigo, a Não Editora lança Desacordo ortográfico, antologia organizada por Reginaldo Pujol Filho que valoriza a diferença da língua portuguesa, com textos de autores como Altair Martins, Luandino Vieira, Luis Fernando Verissimo e Pepetela, entre outros.

Uma provocação ao pensamento do igual. Uma exaltação da diferença. Desacordo Ortográfico pode ser classificado como uma homenagem à nossa língua-mãe. O projeto não quer se opor ao Acordo Ortográfico, mas deseja provocar e valorizar a diferença na língua portuguesa. O livro reúne autores que, em vez de escrever no bom português, preferiram adotar os seus ótimos, estranhos e lindos portugueses.

Um time de peso e representativo participa do Desacordo Ortográfico: Altair Martins, Cardoso, Gonçalo M. Tavares, João Pedro Mésseder, Luandino Vieira, Luis Fernando Verissimo, Luís Filipe Cristóvão, Manoel de Barros, Marcelino Freire, Maria Valéria Rezende, Nelson Saúte, Olinda Beja, Ondjaki, Patrícia Portela, Patrícia Reis, Pepetela, Reginaldo Pujol Filho, Rita Taborda Duarte, Rogério Manjate e Xico Sá.

“O grande escritor não entra em acordo com a palavra, com a gramática, com as regras. Ele desafia essa turma todos os dias. Torce, retorce, distorce grafias e significados. Por isso o Desacordo Ortográfico. Porque é também desse desacordo, desse desajuste em relação à língua que surge a literatura. É daí que vem o espanto diante de um texto. O espanto que me inspirou a ser leitor e escritor e creio que inspirou tanta gente. E o Desacordo não é novidade não. Já estava nas ignorãças do Manoel de Barros; No gigolô das palavras, do Luis Fernando Veríssimo; e na Luuanda do Luandino Vieira. O trabalho aqui não foi procurar só textos novos, mas textos renovadores e inspiradores. Apresentar um conjunto que mostre que bonito é ser diferente, não igualzinho. Que tantos desacordos podem viver em perfeito acordo nesse mundo que é a língua, que é a literatura”, explica Reginaldo Pujol Filho.

Para divulgar o projeto e incentivar ainda mais vozes e sotaques da língua portuguesa, foi criado um blogue. Nele, estão os vídeos de divulgação com autores, editores e convidados lendo trechos do livro. O endereço do blogue é http://www.desacordo-ortografico.blogspot.com/.

LANÇAMENTO E SESSÃO DE AUTÓGRAFOS DE DESACORDO ORTOGRÁFICO, de Reginaldo Pujol Filho (organizador).

Data e horário: 13 de novembro de 2009, às 19h.

Local: Complexo Master (Praça Garibaldi, nº 46 – Porto Alegre – RS). Entrada franca.

Preço: R$ 27,00 o exemplar

Uma nova antologia vem aí!

25/09/2009

Eu, Saint-Clair Stockler e Eric Novello nos unimos em torno de uma idéia.

Um dia chamou-se “Projeto 20”. Pretendia, por obviedade, reunir vinte autores de literatura fantástica numa antologia lusófona. Convites foram feitos. Muitos aceitos. Poucos recusados.

O tempo passou e os trabalhos de organização eram constantes. Mas a editora, até aquele momento comparte, fechou as portas a esse projeto. Meio que boiando em mar revolto, ficamos ao sabor das ondas, no aguardo de uma calmaria.

Nesse ínterim, alguns autores pularam fora. Imaginaram que a água que viam era sinal de naufrágio.

Mal se davam conta de que era a piscina que estávamos enchendo.

A tempestade foi embora, as águas pararam de se agitar e o que era “Projeto 20” ganhou novas feições, mais vigorosas, mais encorpadas. Recebeu novo nome. Ganhou novos e renomados autores, encontrou uma editora parceira e, finalmente, virá ao mercado em dois volumes finamente trabalhados num dedicado esforço editorial.

Os escritores assinaram contratos e receberão direitos autorais. Exatamente como deve ser.

Obrigado a todos os que permaneceram neste barco, agüentando o tranco durante a tormenta e aos demais que atenderam ao chamado, integrando este coletivo. São vocês que farão o nosso sucesso.

Gerson Lodi-Ribeiro, Giulia Moon, Jorge Luiz Calife, Ana Lúcia Merege, Carlos Orsi, Flávio Medeiros, Roberto de Sousa Causo, Osíris Reis, Martha Argel, Davi M. Gonzales, Richard Diegues, João Barreiros (Portugal), Saint-Clair Stockler, Jorge Candeias (Portugal), Alexandre Heredia, Eric Novello, Sacha Ramos (Portugal), Luís Filipe Silva (Portugal), Tibor Moricz, André Carneiro.

Braulio Tavares estava conosco até os últimos momentos. Infelizmente, foi vencido por um sótão. Mas não faltarão outras oportunidades.

Aguardem! Nos próximos dias revelaremos o nome dessa antologia, a editora e as capas.

Pulp ficcion a portuguesa – Agora é oficial.

23/09/2009

A coletânea Pulp Ficcion a Portuguesa, organizada pelo escritor e tradutor português Luis Filipe Silva, com o apoio da editora Saída de Emergência, tem oficialmente definidos os treze contos que farão parte dessa viagem literária lusófona a ser lançada, com sorte, ainda neste ano. O conto Mundo fatal, escrito a quatro mãos entre eu e o Jorge Luis Calife está entre eles. Será minha primeira participação internacional.

Os contos são esses, na ordem em que surgirão:

  • A Expedição dos mortos (ex-Necronomicon)
  • A ilha
  • Pena de papagaio
  • O tenebroso mistério da vila dos pescadores
  • Horror em sangue de cristo
  • O inconsciente
  • O segundo sol
  • Crónica de um pirata por um dia
  • Valente
  • O Lamento dos mortos
  • Mundo fatal
  • Noites brancas
  • Pirâmide do apocalipse

Dos demais autores, sei apenas de três brasileiros nessa relação: Octavio Aragão (O lamento dos mortos),  Marcelo Galvão (Horror em sangue de Cristo), e eu. Havia outro cujo conto A invasão foi descartado nessa última fase.

Vamos esperar pelo lançamento. Informantes afirmam que será uma obra de finíssimo tratamento editorial.


Pedro Moreno

Portfolio Online

Blog do Vianco

A vida de um escritor, roteirista e dramaturgo de Osasco.

Além das estrelas

Fantasia, ficção e ciência

frombartobar.wordpress.com/

Just another WordPress.com site